Agenda

Dezembro 2017
S T Q Q S S D
27 28 29 30 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Seja Voluntário

Media

Artigos

Visitas ao Site

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje206
mod_vvisit_counterOntem3735
mod_vvisit_counterEsta Semana18309
mod_vvisit_counterEste Mês53045
mod_vvisit_counterTOTAL410303

sol

Imagine viver sem desfrutar a luz do sol! Além de ser deprimente, a sua saúde poderia ser afectada de uma forma negativa. A luz solar é um dos remédios da Natureza que, na quantidade certa, pode contribuir para uma boa saúde. Quando em excesso, porém, pode provocar vários problemas de saúde, alguns deles potencialmente mortíferos. É necessário, pois, sabermos dosear este bem precioso, gratuito e à disposição de todos.

É a luz solar tão forte assim?
É importante compreender o poder da luz solar. A maioria de nós já constatámos como a luz da lâmpada eléctrica mais forte pode parecer fraca à luz do sol. A intensidade da luz é medida em “lux” ou “luxes”. Por exemplo, num dia de sol, a luz, lá fora, pode chegar aos 3000 lux. Um ambiente de interior, por mais iluminado que seja, só pode providenciar 400 lux, menos de 15% do brilho natural provocado pela luz solar.

Quais são os efeitos positivos da luz solar?
A ciência moderna tem revelado que a luz do sol tem muitos e variados efeitos na Natureza, incluindo nos seres humanos. Para além do aquecimento e luz que proporciona, os efeitos mais conhecidos são talvez o de possibilitar que as plantas realizem a fotossíntese e que o nosso corpo produza vitamina D. A vitamina D habilita o organismo a assimilar o cálcio do intestino para o utilizar na construção de ossos saudáveis, evitando assim o raquitismo tanto em crianças como em adultos, e ajudando a prevenir a osteoporose. O organismo é capaz de fabricar vitamina D pela acção da luz solar sobre a pele. Para tal, é necessário expormos uma área equivalente aos braços e face durante 15 a 20 minutos diariamente.

Para além de fortalecer os ossos, o que é que a luz solar oferece mais?
Ajuda no tratamento da depressão – A luz solar melhora a boa disposição das pessoas, produzindo uma sensação de alegria e bem?estar. Combinada com o exercício activo, é um importante apoio no tratamento da depressão. Na verdade, as variações sazonais podem exercer efeitos profundos na saúde mental de uma pessoa. Os períodos reduzidos de luz solar no Outono e Inverno, nas latitudes mais elevadas, podem influenciar o aparecimento e agravamento de doenças depressivas. A luz solar é um tratamento simples, mas muito eficaz nestes casos. Por isso, durante os meses frios e sombrios de Inverno, tente “apanhar” todos os raios de sol possíveis!
Ajuda a dormir melhor – Em anos recentes foi descoberto que a melatonina, uma hormona “natural” produzida pelo corpo, pode melhorar o sono. Os níveis de melatonina atingem o seu máximo em crianças, e começam a diminuir a um ritmo lento mas constante durante a vida adulta. Isso pode explicar porque é que as crianças dormem muito melhor do que as pessoas mais velhas. O organismo regula cuidadosamente a produção de melatonina. O processo é maioritariamente controlado pelos ciclos de luz e escuridão. A produção óptima ocorre durante a noite, especialmente quando há uma boa exposição ao sol durante o dia. A luz artificial é um fraco substituto, tal como o são os suplementos fabricados. A glândula pineal, localizada no cérebro, é o “relógio” que regula este processo. A melatonina não é armazenada no corpo. Necessitamos de um fornecimento liberal cada noite para dormir bem. É um bom desinfectante – A luz solar é um exterminador de germes muito eficaz. É por isso que é tão importante pôr ao sol e a arejar os nossos cobertores, edredons e outros objectos que não são lavados ou esterilizados regularmente numa máquina de secar. Pode também ajudar a purificar a água quando esta é posta dentro de uma garrafa incolor e transparente, à luz do sol, durante algumas horas.

Outros benefícios – A luz solar também pode ajudar a:
- Estimular o sistema imunitário;
- Aliviar a dor das articulações inchadas devido a artrite;
- Aliviar certos sintomas da Síndrome Pré-Menstrual;
- Baixar os níveis de colesterol no sangue.

Haja luz!
A exposição adequada à luz solar também dá à pele um ar saudável e ajuda a torná-la macia e flexível. Uma pele moderadamente bronzeada é mais resistente a infecções e queimaduras solares do que a pele que não está bronzeada. Da mesma forma, a luz solar eleva a moral da maioria das pessoas, produzindo uma sensação de bem-estar. (Mas não fique demasiado tempo ao sol para não ficar queimado!)

Há um reverso da moeda?
Infelizmente, o excesso de luz solar também pode prejudicar a saúde. Os raios solares são um importante factor de risco para o cancro de pele, especialmente para as pessoas de pele clara. Cerca de 95% dos cancros de pele são de 2 tipos:
-  Cancro de células Escamosas;
- Cancro de células Basais.
O risco de poder vir a ter estes tipos de cancro aumentam quando a pele é exposta a grandes doses de sol durante muitos anos. Felizmente, mesmo assim, estes 2 tipos de cancro evoluem muito lentamente e mantêm-se geralmente só na pele. O Melanoma é um terceiro tipo de cancro da pele, que é muito diferente dos outros. Começa habitualmente num sinal escuro, e tem a tendência para se espalhar cedo pelo corpo e matar a vítima. Os níveis de incidência deste cancro estão a crescer rapidamente em todo o mundo. O factor de risco mais importante no Melanoma é a queimadura solar, os famosos “escaldões” da praia, muito frequentes durante o Verão. Por esta e outras razões, é muito importante protegermos a pele quando vamos à praia. Alguns estudos sugerem que uma alimentação rica em gorduras, quando combinada com uma exposição excessiva à luz solar, também poderá predispor ao cancro de pele.
E, como se tudo isso não fosse suficientemente mau, as queimaduras repetidas, e até mesmo um bronzeamento profundo, destroem a elasticidade da pele e as suas glândulas sebáceas, causando rugas e envelhecimento prematuro.

Amigo ou inimigo?
Durante os últimos anos, as notícias sobre os efeitos do sol na pele levaram algumas pessoas para a escuridão. Só há desvantagens, nisso. Com certeza que deve evitar queimar-se; mas fugir do sol completamente priva-o de um dos grandes remédios. É bom passar pelo menos alguns minutos ao sol todos os dias.

Se frita e escalda ao sol ou trabalha para um bronze profundo, tenha cuidado! Está a colocar-se em risco de contrair cancro e a prejudicar a elasticidade da sua pele.
Por outro lado, uma pele moderadamente bronzeada fica mais resistente às queimaduras solares e menos atreita às infecções. Saia para o ar livre. Banhe-se com um pouco de luz solar todos os dias; mas não em demasia.

Saúde&Lar, Março 2006

Nutrição

nutriçao

  

Exercício

exercicio

  

Água

Água

  

Sol

Sol

 

Temperança

temperança

 

Ar

Ar

 

Descanso

Descanso

 

Confiança

Confiança

 
RocketTheme Joomla Templates